Site pessoal de (Ana) Lou de Olivier 
   Casa      Causas animais/socioambientais
 
 

Conheça algumas importantes ações da Lou como ativista das causas Animal/socioambientais:


Desde sua adolescência, seguindo os passos dos pais que foram fundadores de três bairros em São Paulo - Capital e grandes filantropos, Lou pratica filantropia e ativismos sem alardes e sem interesses políticos ou religiosos, apenas por entender que cada um deve fazer sua parte para tornar o mundo melhor. Estudava balé clássico e contemporâneo na escola mais cara de São Paulo e repassava o que aprendia aos menores carentes que não tinham condições de frequentar a academia. Ao iniciar estudos de teatro não tardou a lecionar também gratuitamente teatro aos menos favorecidos. Nesta ocasião, mudou para melhor a vida de muitos jovens, retirando-os da rua, do mundo das drogas e ensinando-lhes conceitos de cidadania, além de uma vida mais digna. 

Há quase três décadas Lou e seu irmão Erasmo representaram a Stanford University pelo  Dia da Terra (no Brasil), lançaram a campanha de conscientização do uso racional de água potável, foram os primeiros a fazer e incentivar reciclagem de lixo residencial, promoveram também campanha contra cheques sem fundos e lançaram o circulo do amor virtuoso que consistia na simples ideia de consciência de causa X efeito. Tudo que fazemos (nossos atos, pensamentos, desejos, etc) tudo que lançamos ao Universo, ele nos devolve, sendo assim, incentivando bons pensamentos, atitudes altruístas e humanitárias, cedo ou tarde, esta boa energia retorna ao doador.


Nesta ocasião, Lou de Olivier popularizou sua frase: “Até por egoísmo,é preciso ser altruísta”, ou seja, até mesmo por não querer sofrer o retorno de uma atitude má, deve-se fazer apenas o bem...


Lou ajudou a divulgar a campanha Vida-Lata que incentivava a adoção de animais, porém este nome foi utilizado por um grupo que Lou desconhece, portanto a campanha que era originariamente feita pelo seu irmão Erasmo, foi renomeada como animangels a qual Lou continua apoiando em divulgação e em doação de rações, areias, etc. Apoiou o Projeto-Lei Proposto por ser irmão Erasmo aos deputados brasileiros que visa regulamentar a profissão de protetores de animais independentes (PAIs). Porém, este projeto, como muitos, está parado  aguardando aprovação dos deputados. Mas Lou de Olivier vai além de um simples apoio. Há tempos ela tornou-se vegana, por isso, não participa de (nem apóia) eventos onde serve-se carne de qualquer espécie. Também não aceita festas com “opção” vegetariana por entender que respeitar a vida animal (incluindo peixes que também são vidas) não é opção e sim um ideal. Recentemente Lou participou de dois eventos não veganos, mas foi uma exceção.


Lou atualmente comanda o projeto multimídia Solua,o vampirinho vegano que ensina veganismo de forma lúdica, mas bem fundamentada em Medicina e Nutrição com palestras, desenhos animados, peças teatrais, gincanas com distribuição de cartilhas, bloquinhos, camisetas e muito mais.  Tudo gratuito, sem patrocínios nem apoio.

Saiba mais, acesse o site oficial, http://soluavampirinhovegano.com.br/


Também continua reciclando e incentivando reciclagem de lixo domestico, uso racional de água, papel e ainda dirige os Mestres do Equilíbrio, grupo que visa promover o Equilíbrio geral do planeta em todos os seus elementos. Também ministra o curso Cientifico Socioambiental (para equilíbrio de todos os aspectos do ser humano) e a palestra gratuita Orientadora motivacional (como lidar com situações de Estresse e perigo).

Periodicamente ministra cursos e palestras gratuitas e comanda o Projeto "Eu ensino, Tú ensinas, Nós aprendemos" com escambo de conhecimentos e talentos que existe desde o ano 2000.


Lou colaborou por muitos anos com diversas entidades filantrópicas (especialmente as que acolhem crianças, idosos e, em alguns casos, dependentes químicos), mas atualmente, ela colabora mais com a causa animal e projetos socioambientais. 


Clique na foto e conheça uma loja diferente. Tudo vendido a preços populares e toda a renda doada aos animais abandonados.